sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

João Saldanha e o Frescobol

O visionário João Saldanha escreveu o texto abaixo no final dos anos 60, na Última Hora. Como faz falta o nosso João cidadão.

O Frescobol

Uma das melhores coisas, do ponto de vista de esporte, como forma de recuperação física, para gente de qualquer idade é ir à praia. Logicamente, ir à praia é quase um privilégio. Não é em todos os bairros que há praia. Nem em todas as cidades, mas no Rio de Janeiro acha.
Acontece que a praia quase se transformou num inferno. É mais fácil atravessar a Avenida Atlântica, em Copacabana, e a Vieira Souto, em Ipanema, apesar do tráfego intenso, do que atravessar a areia para dentro da água. Quem quiser comprovar que dê um pulo na praia e verifique.
Se o "transeunte" não for de circo está sujeito, no mínimo, a uma lesão que não raro é uma fratura exposta. O pessoal do frescobol, com suas raquetinhas, varejando uma área que fica entre a areia seca e a água, obriga ao banhista verdadeiros passos de twist para poder passar a barreira das raquetes. E como mandam brasa! Cabeça é fria. Salve-se quem puder. E quando a gente leva uma sobra, dizem um "desculpa", que quer dizer mais "sai da frente, palhaço".
Já saiu muita briga por causa disto. Brigas feias. Principalmente por pais de crianças que já não podem brincar mais na beira do mar que é exatamente a faixa interditada pelos jogadores do frescobol. Há poucos dias, foi uma menina que teve o olho arrancado pela raquetada. No dia seguinte, no mesmo lugar, foi uma garoto de três anos que foi ao Miguel Couto com duas fraturas no braço direito. Uma outra garotinha, menos de cinco anos, teve violento arrancamento de couro cabeludo. Esta estatística dos últimos quinze dias não foi obtida nos hospitais ou no distrito policial. Esta é a que presenciei. A dos hospitais já está ficando maior do que a outra não menos triste, que é a dos desastres de lambreta.
Felizmente, parece que agora a coisa vai parar mesmo. O prefeitinho de Copacabana, Dias Lopes, justamente indignado com os abusos e excessos, depois de uma dose muito grande de paciência e tolerância, vai pôr um fim ao negócio. Elaborou uma regulamentação, pediu ajuda às autoridades estaduais e as obteve com energia. Salve! O frescobol, a partir do dia vinte e um de setembro, só será permitido jogar, depois das 14 horas.
É mais do que justa a medida. O horário fixado é o mesmo do futebol de praia. Dá perfeitamente aos amantes do "fresco" se deleitarem sem prejudicar a imensa maioria de pessoas, crianças principalmente, que vão à praia somente para banho de mar.
(João Saldanha, Última Hora)

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

"João" em Maputo


Nosso documentário "João", sobre a vida de João Saldanha foi convidado e está na programação do Dockanema, realizado em Moçambique. Muito legal. Abaixo, a matéria do site Africa21 sobre o festival de cinema africano.

Dockanema atrai cinéfilos às salas de cinema de Maputo
Na quarta-feira, "Behind the Lines” (Por trás das linhas), da britânica Margareth Dickinson, que está em Maputo, teve a sua primeira apresentação no festival.

Da Redação

Maputo - A capital moçambicana acolhe, ao longo desta semana e até domingo, o festival de documentários Dockanema.

Na quarta-feira, "Behind the Lines” (Por trás das linhas), da britânica Margareth Dickinson, que está em Maputo, teve a sua primeira apresentação no festival. Filmado em 1970, no Niassa, durante a guerra de libertação nacional contra o colonialismo português, "Behind the Lines” retrata os sentimentos e o quotidiano dos moçambicanos que combatiam nas matas o regime colonial.

Integrado no Dockanema, o filme poderá ser visto também hoje, pelas 20 horas (hora de Maputo), no Teatro Avenida. Na sala do “Mutumbela Gogo” assistir o filme poderá também, a partir das 16:00, “Cinema Moçambicano: assim estamos livres”, dos portugueses Sílvia Vieira e Bruno Silva, “Amílcar Cabral”, Ana Ramos Lisboa, “Mwana”, realizado por Luís Chaves e “Sob a Poeira da Estrada”, do mesmo realizador.

No Centro Cultural Brasil-Moçambique serão projectados “Filhos de João” (Henrique Dantas/Brasil), “Sérgio, um Cidadão do Mundo” (Greg Barker/EUA); no cine-teatro Gilberto Mendes pode-se assistir a “One Goal” (Sergi Agusti/Serra Leoa-Espanha), “A Bola” (Orlando Mesquita/Moçambique); “João” (André Iki Siqueira e Bento Macedo/Brasil), e Fahranheit 2010 (Craig Tanner/EUA).

O “Scala” acolhe a projecção de “Intervalo”, de Nelson Mabuie, “Olhem” (Eliane Beenson/Moçambique), “Khanimambo Moçambique” (Constante Latourte/ Moçambique-Chile), “Reconquistando a Camisinha” (Bert/Moçambique) e “A Ponte” (Diana Manhiça/Moçambique). A Faculdade de Letras e Ciências Sociais da UEM, também palco do Dockanema, terá “Lobolo” (Irene Norgaard/Moçambique), “As Damas de Ferro da Libéria” (Daniel Jungue/Libéria); “A Bola” (Orlando Mesquita/Moçambique), “Mundialito” (Sebástian Bédnarik/Uruguai) e “A Batalha de Argel” (Gillo Pontecorvo/Itália).

O cinema Xénon, o último palco do Dockanema 2010, exibirá “Maradona by Kusturica”, produção hispano-francesa de Emir Kusturica, um realizador que se considera “o maior fã” da ex-estrela argentina do futebol Diego Armando Maradona. Com informações do Jornal Notícias.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Um Dia Muito Especial



Nos bares e rodas de amigos a conversa rola e a gente conta fatos que marcaram as nossas vidas. Hoje, falei de um dia muito especial, 12 dezembro de 2009, quando inauguramos a estátua de João Saldanha no Maracanã. Eu propus e o governador Sérgio Cabral, que conheceu João em casa e no nosso Partidão, topou no mesmo momento; convidei meu amigo Ique para criar a peça e Cabral - diga-se, meu companheiro de lutas políticas do início da maturidade e para mim sempre Sérginho, mais do que realizar um sonho de homenagem ainda convidou Lula para o dia da inauguração, como já contei aqui no blog, na época. Naquele dia muito especial, dei meu livro de presente a Lula, a biografia "João Saldanha, uma vida em jogo". No dia 25 de dezembro, Ancelmo Gois, amigo de sempre, me presenteou com essa nota maravilhosa e a foto inesquecível, em sua coluna no Globo. Tudo muito especial. Coisa que só João Saldanha poderia fazer na minha vida. Vale reler para lembrar de João, um brasileiro que sempre emprestou sua vida pela real independência do Brasil.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

A briga Quércia x Rui Xavier. Inesquecível.

As eleições vão se aproximando e a temperatura vai subindo. Os debates estão começando e os embates entre políticos e jornalistas esquentando a cada dia. Vale rever uma briga famosa entre Quércia e o jornalista Rui Xavier, durante entrevista no Roda Viva. E em outro vídeo, também do Roda Viva, o grande personagem Leonel Brizola.

Briga na TV do Acre



O candidato ao Senado João Correia (à esquerda) e o jornalista Demóstenes Nascimento (de terno) brigaram durante gravação de programa no Acre.

Natalie y Nat King Cole- Unforgettable 1992

Nada a dizer, só ver e ouvir.

sábado, 31 de julho de 2010

O Dia Criação (Porque hoje é Sábado)

O Dia da Criação

Macho e fêmea os criou.
Bíblia: Gênese, 1, 27

I

Hoje é sábado, amanhã é domingo
A vida vem em ondas, como o mar
Os bondes andam em cima dos trilhos
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na Cruz para nos salvar.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Não há nada como o tempo para passar
Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo
Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Amanhã não gosta de ver ninguém bem
Hoje é que é o dia do presente
O dia é sábado.

Impossível fugir a essa dura realidade
Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
Todos os maridos estão funcionando regularmente
Todas as mulheres estão atentas
Porque hoje é sábado.

II

Neste momento há um casamento
Porque hoje é sábado.
Há um divórcio e um violamento
Porque hoje é sábado.
Há um homem rico que se mata
Porque hoje é sábado.
Há um incesto e uma regata
Porque hoje é sábado.
Há um espetáculo de gala
Porque hoje é sábado.
Há uma mulher que apanha e cala
Porque hoje é sábado.
Há um renovar-se de esperanças
Porque hoje é sábado.
Há uma profunda discordância
Porque hoje é sábado.
Há um sedutor que tomba morto
Porque hoje é sábado.
Há um grande espírito de porco
Porque hoje é sábado.
Há uma mulher que vira homem
Porque hoje é sábado.
Há criancinhas que não comem
Porque hoje é sábado.
Há um piquenique de políticos
Porque hoje é sábado.
Há um grande acréscimo de sífilis
Porque hoje é sábado.
Há um ariano e uma mulata
Porque hoje é sábado.
Há uma tensão inusitada
Porque hoje é sábado.
Há adolescências seminuas
Porque hoje é sábado.
Há um vampiro pelas ruas
Porque hoje é sábado.
Há um grande aumento no consumo
Porque hoje é sábado.
Há um noivo louco de ciúmes
Porque hoje é sábado.
Há um garden-party na cadeia
Porque hoje é sábado.
Há uma impassível lua cheia
Porque hoje é sábado.
Há damas de todas as classes
Porque hoje é sábado.
Umas difíceis, outras fáceis
Porque hoje é sábado.
Há um beber e um dar sem conta
Porque hoje é sábado.
Há uma infeliz que vai de tonta
Porque hoje é sábado.
Há um padre passeando à paisana
Porque hoje é sábado.
Há um frenesi de dar banana
Porque hoje é sábado.
Há a sensação angustiante
Porque hoje é sábado.
De uma mulher dentro de um homem
Porque hoje é sábado.
Há a comemoração fantástica
Porque hoje é sábado.
Da primeira cirurgia plástica
Porque hoje é sábado.
E dando os trâmites por findos
Porque hoje é sábado.
Há a perspectiva do domingo
Porque hoje é sábado.

sábado, 24 de julho de 2010

Chico Buarque, "Vai Passar"

De Chico e Francis Hime.

O Dia do Escritor


Amanhã é o Dia do Escritor. Parabéns a todos os amantes das pretinhas - as teclas - e muito obrigado a todos os personagens que entram em nossas vidas através da literatura, cinema, tv, rádio e internet. É grande a minha lista de escritores preferidos, que me influenciaram, fizeram a minha cabeça: Rubem Fonseca, Jorge Amado, João Antonio, Ruy Castro, Dias Gomes, João Saldanha - claro, Nelson Rodrigues, Plínio Marcos, Hemingway, Erico Veríssimo, Chico Buarque, Paulo Pontes, Gianfrancesco Guarnieri, Zuenir Ventura, Garcia Marquez... Mas um escritor, em especial, tem sido perseguido por mim quase diariamente: Gay Talese. Ele é genial. Aqui, um pouco do seu "Frank Sinatra está resfriado".

"Frank Sinatra, segurando um copo de bourbon numa mão e um cigarro na outra, estava num canto escuro do balcão entre duas loiras atraentes, mas já um tanto passadas, que esperavam ouvir alguma palavra dele. Mas ele não dizia nada; passara boa parte da noite calado; só que agora, naquele clube particular em Beverly Hills, parecia ainda mais distante, fitando, através da fumaça e da meia-luz, um largo salão depois do balcão, onde dezenas de jovens casais se espremiam em volta de pequenas mesas ou dançavam no meio da pista ao som trepidante do foIk­rock que vinha do estéreo. As duas loiras sabiam, como também sabiam os quatro amigos de Sinatra que estavam por perto, que não era uma boa idéia forçar uma conversa com ele quando ele mergulhava num silêncio soturno, uma disposição nada rara em Sinatra naquela primeira semana de novembro, um mês antes de seu qüinquagésimo aniversário.

Sinatra estava fazendo um filme que agora o aborrecia e não via a hora de terminá-lo; estava cansado de toda a falação da im­prensa sobre seu namoro com Mia Farrow então com vinte anos, que aliás não deu as caras naquela noite; estava furioso com um documentário da rede de televisão CBS sobre a vida dele, que iria ao ar dentro de duas semanas e que, segundo se dizia, invadia a sua privacidade e chegava a especular sobre suas ligações com os chefes da máfia; estava preocupado com sua atuação num especial da NBC intitulado Sinatra - um homem e sua música, no qual ele teria de cantar dezoito canções com uma voz que, na­quela ocasião, poucas noites antes do início das gravações, esta­va debilitada, dolorida e insegura. Sinatra estava doente. Padecia de uma doença tão comum que a maioria das pessoas a conside­ra banal. Mas quando acontece com Sinatra, ela o mergulha num estado de angústia, de profunda depressão, pânico e até fúria. Frank Sinatra está resfriado".

Al Jarreau, um monstro do Jazz

A boa notícia da noite é o grande Al Jarreau, 70 anos, está bem, apesar de hospitalizado. A primeira vez que vi Al Jarreau foi no famoso Festival de Jazz de São Paulo, nos anos 70. Fiquei embasbacado com o que ele fazia com a voz. Al Jarreau é show, uma orquestra em um só cantor.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lula na TV Record

Entrevista foi ao ar na noite de ontem.

">

">

">

Indio da Costa não gosta de Cuba, mas eu gosto

Viva o povo cubano!



quarta-feira, 21 de julho de 2010

João Bosco recebe Djavan

Um dos encontros mais brilhantes e mais emocionantes da MPB. João Bosco e Djavan interpretam "Corsário". O trecho é parte de um show fantástico de Bosco recebendo convidados que sabem tudo de música: Guinga, Yamandu Costa e Hamilton de Hollanda.
É demais de bom.

Debora Secco é Bruna Surfistinha, no filme

Está na rede e no site da TV Zero, o teaser do filme "Bruna Surfistinha", a garota de programa interpretada pela atriz Debora Secco. O filme foi produzido pela TV Zero, a mesma do nosso documentário "João", sobre a vida de João Saldanha. É só dar play e assistir.

">

terça-feira, 20 de julho de 2010

Diana Krall - Look of Love

Algumas músicas entram em trilhas de novelas e ficam marcadas, estigmatizadas, mas são lindas. Lokk of Love é uma delas.E fica ainda mais linda com Diana Krall, que canta muito e está acompanhada de músicos do primeiro time.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Com todo o respeito, cara-pálida...

Quando foi anunciado o nome do deputado Indio da Costa como vice de José Serra, perguntei no Twitter se era mesmo verdade. Era. No meio da semana passada, os jornais publicaram que Indio estaria fazendo um curso intensivo, estudando o país e se preparando para entrar no debate presidencial. No sábado, quando soube que o mesmo Indio havia acusado o PT de ligação com o narcotráfico, perguntei novamente se era verdade. Era. Muito antes desses dois fatos, eu havia decidido não usar o meu blog para campanhas eleitorais e vou manter a minha posição. Apenas por interesse jornalístico, aqui reproduzo o vídeo em que Indio mostra um pouco de sua "cabeça" política, de sua "ideologia". O vídeo que gerou toda a confusão dos últimos dias. Agora, com todo o respeito ao pluralismo das ideias, sinceramente... Sem comentários.

sábado, 17 de julho de 2010

Um pouco mais de Larissa Riquelme

A modelo Larissa Riquelme virou sensação na Copa da África e ficou conhecida como a musa do Paraguai. Ela prometeu ficar nua se a seleção de seu país fosse campeã, mas não deu. Para quem ficou desapontado com a derrota do Paraguai, ainda há uma esperança, Larissa está negociando com uma revista masculina brasileira para fazer um ensaio sem uniforme. Deve ser um bom jogo... Vamos torcer para o Paraguai se classificar para a Copa do Brasil, em 2014. No vídeo abaixo, Larissa aparece com seu inseparável celular, em São Paulo.

">

100 Anos de Timão

Para corintianos e não corintianos. Trailer do filme 100 Anos de Timão. Parece emocionante.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Os melhores jogadores de João Saldanha



"Pelé e Gérson acima de todos. Di Stefano foi o que chegou mais perto, era um monstro jogando futebol. Falcão, Zico, Zizinho, Gérson, Didi, Carlos Alberto, Djalma Santos, Nílton Santos foram excelentes, grandes jogadores. Puskás e Cruyff - foto abaixo - também se destacam no mundo, no primeiro time de todos os tempos. Depois vem uns trezentos: Antonioni, Beckenbauer, Schultz, Overath, Rummenigge, Stanley Matheus e outros", João Saldanha. Trecho do meu livro "João Saldanha uma vida em jogo".

terça-feira, 6 de julho de 2010

Memórias do João Sem Medo

Para homenagear João Saldanha, o Arquivo N, da Globo News, produziu um programa especial: Memórias do João Sem Medo. Um belo programa. Saldanha teria completado 93 anos de vida no dia 3 de julho. Uma vida em jogo.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

"O limite da estupidez"

O Brasil ficou triste, chateado, com raiva, pena e perplexo. Fiquei o resto do dia pensando o que escrever sobre a queda da seleção. Agora pouco lembrei de uma coluna de João Saldanha, publicada no Jornal do Brasil, em 6 de julho de 1982, após a nossa derrota para a Itália, na Copa da Espanha: "O limite da estupidez". Não preciso escrever mais uma linha sobre essa passagem esquecível do time de Dunga.
Segue o texto do João:

Barcelona - "Tantos crimes contra o bom senso, contra o senso comum, não poderiam passar impunemente. O fato de possuirmos jogadores extra-série como Zico, Falcão, Sócrates, Júnior e Cerezo davam(sic) a falsa impressão de que éramos superiores em tudo. Mas uma estupidez siderúrgica rondava nosso propósito de ganhar uma Copa, onde quem nos derrotou passou mal com o país dos Camarões. Inventaram uma tática no Brasil abandonando preciosos espaços de campo. Ora, somente um primarismo infantil e teimoso poderia pensar que os adversários não iriam aproveitar o erro clamoroso.
Veio logo o primeiro jogo, o da União Soviética. Sim, foi uma falha de Valdir Peres e isto é uma outra questão. Mas o time soviético, quando se apertava, jogava a bola para seu lateral esquerdo que sempre estava livre. Claro, raios que me partam, pois se não tínhamos ninguém ali. Leandro, sempre mal fisicamente, tentava suprir o extrema que não tínhamos.

No jogo da Itália, com mais quinze minutos sairia levado pelas enfermeiras não para um hospital, mas para um cemitério. Estava morto de cansaço. E o Cabrini folgava sempre. Era jogada de desafogo do time italiano. Qualquer problema e bastava jogar a bola por ali. Fizeram o primeiro e, quando precisavam da cera, bastava segurar o jogo pelo lado onde tínhamos apenas o Leandro.

Sim, Zico, Sócrates, Júnior, Cerezo e este estupendo Falcão sempre estiveram muito bem. Mas até carregadores de piano cansam quando fazem esforços acima de sua capacidade. Nosso time, com a tão decantada preparação especial, estava muito cansado no final do jogo. De um lado, existe algo positivo que é a desmistificação do charlatanismo. Os inventores do futebol que se recusam a ocupar espaços indispensáveis e que não percebem que se joga num retângulo, rigorosamente geométrico, e querem jogar enviesado como se as balizas estivessem nos córneres.

Se chegamos a uma posição tão elevada, devemos à qualidade de quatro ou cinco jogadores excepcionais, mas cuja capacidade física também tem seus limites. A Copa não era difícil de ganhar. Mas a teimosia superou tudo. Culpar Serginho seria um erro. O jogador não tem culpa da teimosia que ficou clara no primeiro jogo, mas infelizmente não foi aproveitada. Não deixo de assinalar que faltou um pouco de modéstia quando empatamos ontem em 2 a 2. Alguém andou rebolando ali e o time italiano, que estava melhor fisicamente do que o nosso, veio para cima e pôde ganhar. Paciência. Mas a estupidez tem um limite de tolerância".

quinta-feira, 1 de julho de 2010

João Saldanha no Arquivo N


Dica aos navegantes.O Arquivo N sobre João Saldanha será reprisado nos seguintes horários alternativos: Sexta 05h30; Sáb, 16h05; Domingo 04h05, 21h05, na Globo News.
O programa está muito bem produzido, tem várias cenas do nosso documentário "João" e imagens raras da nossa fera. Memórias do João Sem Medo.

terça-feira, 29 de junho de 2010

João Saldanha no Arquvo N, Globo News



Hoje é dia de João Saldanha. Não é feriado, nem dia santo, mas é dia de reencontrar um dos maiores e melhores brasileiros de todos os tempos.
Para homenagear "o comentarista que o Brasil inteiro consagrou", o programa Arquivo N, da Globo News, produziu o especial que vai ao ar hoje, quarta-feira, às 23 horas. Vamos rever João Saldanha dirigindo o Botafogo de Nílton Santos, Garrincha, Quarentinha e Paulo Valentim e sendo campeão carioca; a fera que classificou a nossa seleção para a Copa do México, em 1970; revolucionou a crônica esportiva; nunca abriu mão de seus ideais e sempre esteve com a sua vida em jogo. O nosso João.

Tropa de Elite 2

Os cinéfilos já estão na fila. O Tropa de Elite 2 está chegando. Acredito que o diretor José Padilha vai arrebentar de novo e que o novo filme será melhor do que o primeiro.

Larissa Riquelme é Flamengo


A modelo Larissa Riquelme, musa do Paraguai na Copa da África, declarou que torce pelo Flamengo porque as cores parecem com a do seu clube de coração, o Cerro Porteño, que é vermelho e azul. "E por su torcida", completou.

Larissa continuou atraindo a imprensa internacional durante a disputada partida entre Paraguai e Japão. Todo mundo de olho no celular de Larissa.

Larissa Riquelme na torcida



Sensação do últmo jogo do Paraguai, a modelo Larissa Riquelme, uma das musas da Copa do Mundo, promete arrasar na partida contra o Japão. Na verdade, ela nem parece uma legítima paraguaiana, mas tem estilo, gosta do futebol franco, de peito quase aberto. Vou torcer para que a seleção do Paraguai consiga uma goleada sobre o Japão e que faça Larissa pular muito.

Xinga, Kaká!

Ontem foi dia de Brasil e de Kaká. O nosso camisa 10, além de jogar bem, virou sensação no Twitter depois que mandou um "pqp" durante a partida contra o Chile. Muita gente ficou espantada com o palavrão do atleta, considerado "de família". Mas não foi apenas no lance em que ele perde um gol - no vídeo abaixo. Kaká gostou e repetiu o mesmo "pqp" já sentando no banco de reservas, após um outro gol perdido pela seleção. Enquanto o Brasil ganhar, pode xingar, Kaká. O primeiro palavrão a gente nunca esquece.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Jabulani

Seleção brasileira começou a domesticar a Jabulani.

Bravos

Aos bravos camaradas chilenos que lutaram contra Pinochet, um abraço. Espero que vocês façam uma boa viagem de volta para Santiago.
BRASIL!

domingo, 27 de junho de 2010

FIFA, assim não dá

Com todo o respeito aos dirigentes da FIFA, mas por que mudam a bola e não mudam as regras? Com toda a tecnologia disponível, em velocidade, é inadmissível confirmar um gol como o da Argentina contra o México. Inaceitável.

sábado, 26 de junho de 2010

A estátua de Michael Jackson


Michael Jackson está de volta ao morro Dona Marta. É a impressão de quem já viu a estátua do astro do pop, inaugurada hoje. O escultor é o meu amigo Ique, cartunista de primeiro time. O mesmo que convidei para criar a estátua do João Saldanha, na calçada da fama do Maracanã. É craque.
O evento emocionou a comunidade e o artista. Posso assegurar que nas duas obras, Ique deixou uma marca. Os personagens homenageados não ganham apenas quilos de bronze, ganham vida.
A foto é Tássia Thum/G1.

Para quem quiser conferir a reação popular:

Modelos falam da Copa 2010

Porque ontem foi sábado e hoje é domingo... E também porque no mundo do futebol já se falou muita besteira na semana...
Vamos aos comentários das lindas modelos brasileiras sobre a Copa do Mundo. Pouco importa se elas não entendem de futebol.
Com a palavra: Carol Trentini, Izabel Goulart, Fernanda Tavares e Ana Beatriz Barros.



sexta-feira, 25 de junho de 2010

É duro

Para falar sobre o Brasil x Portugal de hoje, fui buscar uma frase de João Saldanha: "É duro comentar um zero a zero de um jogo, onde não aconteceu nada".
E complemento com a sabedoria de Gilberto, o porteiro do meu prédio: "O Brasil todo parou para ver aquilo? Sorte que eu não paguei ingresso...".
É isso aí, Gilberto.
E ficou evidente que Neymar e Ganso fariam do jogo um inferno para os amigos lusitanos.

Neymar e Ganso

E ainda há quem diga que Neymar e Ganso não fazem falta na seleção... É primeiro, mas ficou devendo muito.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Quartas de final

Meus palpites para as quartas de final:

Uruguai x USA

Eslováquia x Brasil

Argentina x Alemanha

Paraguai x Portugal.

Itália x França

Tá marcado. Itália x França no Aterro do Flamengo, depois da pelada dos garçons.

De Juca Kfouri para Kaká

O púbis é uma polêmica na seleção. Talvez inspirado por Dunga, Kaká acusou o jornalista Juca Kfouri de estar fazendo críticas a ele por conta de sua opção de fé. Kaká, para surpresa geral, porque não é do estilo dele, foi agressivo, certamente "emprenhado" por intriga ou absoluta falta de informação.
Quem conhece a trajetória de Juca Kfouri, sabe que ele seria incapaz de condenar um craque por razões religiosas, mas não deixaria de responder a uma injustiça.
Veja a vídeo-resposta de Juca Kfouri para o artilheiro Kaká.

Viva São João!

Gal Costa, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Bethania cantam "São João, Xangô menino", de Caetano e Gil, no show Doces Bárbaros. Vale rever por São João e para relembrar o encontro dos baianos.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Obama e a religião

Está repercutindo em todo o mundo o discurso de Barack Obama sobre religião, democracia e sectarismo. Vale ver.

Moscas atacam Obama

(Foto de Carolyn Kaster/AP)

O presidente Barack Obama, também conhecido como baiano, tem lutado contra um novo e eficiente adversário, capaz até de driblar as normas e tecnologias de segurança da Casa Branca. São as moscas. Elas estão perturbando Obama. Na semana passada, o presidente americano mostrou sua habilidade ao matar uma mosca durante entrevista para o canal de TV CNBC, em plena White House. Ontem, talvez por vingança, outra moscou pousou no rosto de Obama e ele só escapou porque é adepto do "boca fechada não entra mosca".


">

terça-feira, 22 de junho de 2010

Domenech e Parreira

As cenas fora do campo de jogo estão ganhando mais espaço na rede. Primeiro, o teatro de Maradona. Domingo, a incontinência verbal de Dunga. HOje, a vítima foi o nosso Carlos Alberto Parreira, atual treinador da África do Sul. Terminado o jogo em que os africanos derrotaram a eliminada França, Parreira se dirigiu ao técnico Raymond Domenech para cumprimentá-lo, mas foi rejeitado. Parreira chegou a puxar Domenech pelo paletó para tentar entender a atitude, mas o diálogo foi duro.
Parreira explicou o que houve:

“Praticamente não teve diálogo nenhum. Por educação e gentileza, fui cumprimentá-lo. Nós trabalhamos no futebol, trabalhamos sob pressão e eu sabia que ele não era mais o técnico francês. Mas ele se recusou. Disse alguma coisa, mas não entendi. Ele fala em um inglês muito imperfeito. Disse que eu teria ofendido a equipe dele. Mas eu não me lembro de ter dito nada. Em nenhum momento me referi à França com palavras agressivas. Sempre com elogios”.

Depois do incidente, Carlos Alberto Parreira foi procurado por um assessor de Domenech e continuou sem entender o comportamento do adversário: “Um assistente dele, uma pessoa muito mais educada e gentil, foi até o vestiário. Então eu perguntei o que tinha acontecido. E ele explicou que, antes da Copa, quando a França se classificou, eu teria dito que a França não merecia estar no Mundial. Mas eu não me lembro de ter dito isso”.

Veja a cena:

Dadá e as "pazes com João Saldanha"


Dario, o peito-de-aço, artilheiro envolvido na polêmica demissão de João Saldanha da seleção brasileira, é mesmo uma figuraça. João se recusou a convocar Dadá para a Copa de 70, naquele famoso episódio com Médici. Dario nunca perdoou Saldanha, mas vejam o que ele conta no vídeo da entrevista para a jornalista Thayssa Bravo, da CBN, e que faz parte da ótima série 40 anos do Tri. Vamos descontar os fatos, imprima-se a lenda. No link abaixo é só procurar o player do vídeo "As pazes com Saldanha":

http://cbn.globoradio.globo.com/series/COPA-DE-70-A-TRAJETORIA-DO-TITULO-THAYSSA-BRAVO.htm

Dunga em Um dia de fúria

O caso "Dunga xinga Escobar", sucesso de ontem no Twitter, ganhou novo vídeo. Dunga vira Michael Douglas no filme "Um dia de fúria". Muito bem dublado.


Terça decisiva


Quatro jogos decisivos. Aí vai a minha torcida.

México x Uruguai - 11 hs - Vou torcer pelo Uruguai só em homenagem aos botafoguenses.

França x África do Sul - 11 hs - Mandela, claro, até porque a Carla Bruni é Italiana.

Nigéria x Coréia do Sul - 15:30 - Nigéria.

Grécia x Argentina - 15:30 - Grécia, óbvio. Lo siento.


segunda-feira, 21 de junho de 2010

Dunga x Globo

Reproduzo a íntegra do post do meu amigo Juca Kfouri sobre o evento "Dunga xinga Escobar". O link do Blog do Juca é:http://blogdojuca.uol.com.br/

Segue o texto:

Dunga x Globo

Pensei que nem seria necessário opinar sobre a nova bobagem de Dunga em entrevista coletiva.

Mas são muitos os pedidos.

Vamos lá, pois.

Não importa se o nome do jornalista da Globo é Escobar, Silva ou Galvão.

Nem se é de Globo.

Dunga quer o confronto com a imprensa. E ponto.

É direito dele, diga-se, maior e vacinado.

O que penso sobre Dunga é público e notório: tem um belíssimo trabalho à frente da Seleção Brasileira no que diz respeito aos resultados obtidos e está longe de pensar o futebol dos meus sonhos.

Como pessoa é tosco e menos corajoso –meses atrás foi mesquinho e covarde em relação a uma polêmica com o PVC — do que se apresenta.

É, também, marcado indelevelmente pela injusta “Era Dunga”, porque foi um excelente volante, até menos faltoso do que quis fazer crer em seu melhor momento na coletiva de ontem.

E nós somos um país engraçado.

Um país que vê a Globo e adora falar mal da Globo. Faz parte.

Dunga sabe disso e um de seus méritos como técnico da Seleção tem sido o de não privilegiar ninguém: ele trata igualmente mal toda a imprensa, outro direito seu, professor de maus modos que é.

E é adepto do bateu, levou, como Fernando Collor.

Apenas precisaria refletir que tem um papel a cumprir, que há uma certa liturgia, estuprada ontem pelos seus palavrões.

E que é a exposição dos patrocinadores que permite pagar o salário que ele recebe, assim como todas as mordomias de que desfruta a Seleção.

Mas juro que é problema dele (e talvez da Fifa), não meu.

E se o presidente da CBF o teme, palmas para ele.

Parabenizo-o, ainda, por, quem sabe, fazer do jornalismo esportivo global algo mais crítico, menos CBF, menos entrenimento e mais jornalismo mesmo, porque, certamente, jornalismo não torce.

Nem distorce, é claro.

Ah, e continuo apostando que a Seleção do Dunga será campeã mundial aqui na África do Sul.

Juca Kfouri, 21-06-2010

Dunga xinga Escobar (legendado)

Já caiu na rede uma edição legendada da cena em que Dunga xinga o jornalista Alex Escobar, na coletiva de ontem depois da vitória contra a Costa do Marfim. As legendas revelam pouca criatividade no ataque. Dunga cita e repete os mesmos palavrões e não varia o ataque, dessa vez agressivo.

Dunga xinga Escobar

O Brasil ganhou, sem muito brilho, mas venceu. Torcida feliz, comemorações em todo o país pela classificação da seleção para a próxima fase da Copa do Mundo e o Dunga vai para a entrevista coletiva. Em dado momento, durante uma resposta, olha para o comentarista Alex Escobar, da TV Globo, e pergunta: "Algum problema, não?! Ah, bom. Pensei que tinha". E continuou a entrevista xingando Escobar, um cara do bem, fino, gentil. Um absurdo! Não é comportamento de campeão.
Alex Escobar estava falando com Tadeu Schmidt pelo telefone.
Vejam a matéria do Fantástico.
">

domingo, 20 de junho de 2010

Receita do Mestre

"Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo", José Saramago.
Brasil!!! Pra cima deles!

O fogo na Lagoa

Vídeo do incêndio no Morro dos Cabritos, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Moradores dizem que o fogo começou com um balão. É uma sacanagem!
O vídeo foi publicado no Youtube pela 2pfilmes.

">

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Pelada com Maradona


A cada vitória da Argentina a ameaça ganha força. Até agora, uma das piores consequências de um título da Argentina na Copa da África do Sul seria o prometido desfile de Maradona nu, em torno do Obelisco, em Buenos Aires. Mas Dieguito não estará só, para alívio das Américas. A cantora Luciana Salazar prometeu tirar a roupa e acompanhar o ídolo argentino para comemorar a conquista da Copa. Eu ainda não ouvi Luciana cantando, nem atuando, mas dizem que ela joga um bolão... Ou dois.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Maradona copia João

O astro Diego Maradona precisa ser mais original ou citar a fonte de suas frases de efeito. Depois da vitória de 4 a 1 contra a Coreia do Sul, Dieguito declarou: "Eu tenho 23 feras".
Meus amigos, essa João Saldanha sacou do bolso em 1969. Será que don Diego leu a biografia do João e aprendeu ou temos um argentino copiando um brasileiro?

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O último gol de Pelé

Em clima de Copa do Mundo e estreia de pouco futebol é sempre bom lembrar de Pelé, o rei. Vejam o filme e sintam saudade...
Valeu a dica de Christina Fuscaldo.

Lamentável

"Meus amigos... É duro comentar um jogo desses". Quantas vezes João Saldanha iniciou um comentário assim para uma partida ruim como a de hoje. O jogo do Brasil foi apenas mais um jogo fraco de uma Copa chata. É muito pouco para a seleção brasielira. O adversário era o pior da Copa da África. E chegou ao ponto de Galvão Bueno pedir para o juiz acabar o jogo depois do gol marcado pela Coréia. Sinceramente, foi lamentável. E ainda me fez errar o palpite, que foi de 4 a 0. Sonho meu.
E a Jabulani continua gerando polêmica. Queria ver essa bola chutada por Rivelino, Nelinho, Éder...

terça-feira, 15 de junho de 2010

A lista das feras do João


O primeiro fato marcante da passagem de João Saldanha na seleção brasileira foi sua primeira entrevista coletiva. João puxou do bolso um papel e leu a escalação do seu time. Agora, 40 anos depois, a repórter Thayssa Bravo, da CBN, conseguiu a lista original, manuscrita e assinada por João. O documento inédito estava com Piazza, uma das feras do Saldanha e campeão do mundo na Copa do México, dirigido por Zagallo.


segunda-feira, 14 de junho de 2010

40 anos do Tri


Começou hoje e vai até sexta-feira a ótima série de matérias produzidas pelo Sistema Globo de Rádio sobre os 40 anos do Tri - México 1970. A pesquisa e as reportagens foram realizadas pela talentosa Thayssa Bravo, com carinho de brasileira e amante do bom futebol e sorte dos bons jornalistas investigativos. Durante dias e dias, Thayssa mergulhou no mundo da conquista da Jules Rimet, nos bastidores das eliminatórias, conversou com vários personagens e conseguiu peças famosas daquele período, até então não publicadas, como um manuscrito assinado por João Saldanha, com o seu time das feras. O documento estava com Piazza, ex-jogador de João e de Zagallo na seleção de 70.
Tive a honra de ser enrevistado para o primeiro programa e falar sobre João e as polêmicas da época.
A série é transmitida na manhã da CBN - 08h55, na Rádio Globo entre 22 e 23 horas. E pode ser acompanhada no site da CBN, onde também estão arquivos complementares da série - imagens, vídeos das entrevistas e recortes de jornais.
O link é:http://cbn.globoradio.globo.com/eventos/copa-70/COPA-70.htm
Vale ouvir e ver o material.
Thayssa, parabéns!

domingo, 13 de junho de 2010

É proibido golear


Ô Copa ruim, sô! Parece que é proibido vencer de mais de dois gols. Será que é culpa da Jabulani?
Até agora as três sensações da Copa da África estão fora de campo: vuvuzelas, Maradona e o Cala Boca Galvão do Twitter.
Sinto que o Brasil vai golear.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Ausência na Copa da África do Sul

Vi cenas da abertura da Copa do Mundo durante um café, em Ipanema, nesta tarde. Entre uma música e outra, olho para a calçada e encontro um personagem que participou de todas as Copas do Mundo desde o final dos anos 50, pelo menos: João Havelange, presidente de honra da FIFA. Enquanto Shakira cantava na África do Sul, Havelange caminhava lentamente pela avenida Visconde de Pirajá, acompanhado de uma senhora, que imagino ser sua esposa.
João Havelange esteve internado recentemente por problemas de saúde.
Em outros momentos, pude ver e constatar que Jean-Marie Faustin Godefroid de Havelange era recebido nos EUA e na Europa com honras de chefe de Estado. Havelange presidiu a FIFA por 24 anos.
Foi também João Havelange, então presidente da CBD, o responsável pela convocação e demissão de João Saldanha como treinador da seleção brasileira.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Tabelas da Copa da África


As vuvuzelas estão vibrando e a bola vai rolar. Abaixo, o link para várias tabelas que permitem acompanhar e simular as fases da Copa do Mundo de 2010. Escolha a sua tabela e façam as apostas.

Globo Esporte
http://globoesporte.globo.com/Esportes/0,,GEH1391-17852,00.html

Veja
http://veja.abril.com.br/copa/simulador/

Folha de S. Paulo
http://www1.folha.uol.com.br/especial/2010/copa/calendario-junho.shtml

UOL
Tabela simulada
http://copadomundo.uol.com.br/2010/simulador/

Terra
Simulador
http://esportes.terra.com.br/futebol/copa/2010/simulador/

IG
http://copa2010.ig.com.br/tabelas/p1237540203186.html

O Globo
http://oglobo.globo.com/esportes/copa2010/tabelas.asp

Marca.com - muito legal, mas precisa aplicar o fuso.
http://www.marca.com/deporte/futbol/mundial/sudafrica-2010/calendario.html

terça-feira, 8 de junho de 2010

João Saldanha, o filme, na MTV

Vejam a matéria que MTV produziu sobre o Cinefoot, com destaque para o nosso filme "João", sobre a vida de João Saldanha, que foi exibido na abertura do festival, no Rio de Janeiro, com lotação total no Arteplex.
O filme foi produzido pela TV Zero e patrocinado pela Petrobras. Direção: André Iki Siqueira e Beto Macedo.
Parabéns ao Antonio Leal pela iniciativa do festival.

O link da matéria é: http://mtv.uol.com.br/noticiasmtv/videos/noticias-mtv-confira-o-festival-de-filmes-sobre-futebol-cinefoot

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Pérolas de João Gilberto

Entre as muitas pérolas de João Gilberto para a repórter Sofia Cerqueira, da Veja Rio, destaco o comentário do gênio da Bossa Nova sobre a internet:

“Meu Deus do céu, essa internet! O que se pode fazer? Será que essas pessoas que falam comigo ali (na página falsa do Facebook) são de verdade? São os Caymmi mesmo que estão al......i? Porque eu não sou. Não tenho nem computador. Vou pedir para o meu filho João Marcelo, lá dos Estados Unidos, ver isso. Quem será que fez isso? Esse negócio de internet é chato por isso. Dizem o que querem, você não sabe como é, quem foi. Qual o futuro? Acho que vai ter um futuro aí, não sei, o caos. Porque parece uma bagunça. Aí vêm esses jornalistas. Não gosto de jornalista brasileiro, não sabem de nada. Vou me naturalizar argentino.”

O link para a excelente matéria é: http://vejabrasil.abril.com.br/rio-de-janeiro/editorial/m1905/dialogos-com-o-genio

Os gols de Brasil 5 x 1 Tanzânia

A seleção brasileira venceu fácil a Tanzânia, como era previsto, e agora mergulha na concentração para estrear na Copa da África do Sul. Robinho (2), Ramires (2) e Kaká marcaram os gols do Brasil e Aziz fez o único gol da Tanzânia - vai festejar e ser homenageado pelo resto da vida.
Que venha a Coréia do Norte.

Veja os gols do amistoso de hoje:

sexta-feira, 4 de junho de 2010

João Saldanha no CCBB


Meus amigos, é tempo de Copa do Mundo e de relembrar João Saldanha. Na próxima terça-feira, dia 8, às seis e meia da tarde, vou participar do último debate da série "Brasil, futebol e livros", no CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil(RJ). O tema da noite é Craques e Humanos. Eu fui convidado para falar sobre meu livro "João Saldanha, uma vida em jogo" e o Paulo Guilherme, também jornalista, vai contar como foi o trabalho para escrever o livro "Goleiros".
Histórias de João Saldanha e da vida dura dos goleiros devem render um bom programa na concentração para a Copa.

Tabelinha de craques


Dia 9, quarta-feira, vamos desvendar os segredos e saber tudo sobre "O misterioso craque da Vila Belmira". É o título do novo livro do jornalista Fernando Molica, um incorrigível botagoguense. E é também sua primeira obra para o público infanto-juvenil.
Na mesma noite, tabelando com Molica na livraria Saraiva Rio Sul, o compositor Moacyr Luz lança seu "Camisa, short e meião".
É jogo bom. Vamos lá!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Buena Vista Social Club

Inspirado pelo meu camarada Luis Fernando Taranto, tenho o prazer de voltar um pouco no tempo, olhar o futuro e rever Buena Vista Social Club e a Cuba de Fidel. Obra prima. Viva o povo cubano!

">

Bush, Maluf e o Facebook

Dizem que depois de saber que o ex-presidente George Bush abriu conta no Facebook, Paulo Maluf quis saber se tratava-se de novo paraíso fiscal...

Ave Maria!

Já está valendo tudo na eleição presidencial, como sempre. O padre Marcelo Rossi pediu aos seus fiéis, durante a missa de hoje, que rezem Ave Maria para o candidato José Serra. Disse ele:
- É ano de eleição. Vamos orar pelos nossos amigos prefeito Kassab e de um modo especial pelo governador Serra.
Os próximos lances podem ser Dilma Rousseff cantando música gospel e Marina Silva recebendo passe do Caboclo Rompe-Mata.

Biografia João Saldanha Uma Vida em Jogo no Facebook


Meus amigos, criei no Facebook a página do meu livro "João Saldanha, uma vida em jogo". Lá, vamos relembrar algumas histórias e frases que marcaram a biografia do João.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Viva Martinho da Vila

Alguma coisa está estranha na eleição da Academia Brasileira de Letras. Martinho da Vila não recebeu nenhum voto. Ele não teria sido candidato sem apoio, sem convite. Parece que os imortais atravessaram o samba na avenida.
Mas Martinho da Vila já é nosso acadêmico, com ou sem fardão. Aliás, com a camisa do Vasco ou com o manto azul e branco da Vila Isabel.

E lá vai o Brasil

O Brasil venceu, mas apanhou muito. Como bate o time de Zimbábue!
Gols de Michel Bastos, Robinho e Elano. Valeu para esquentar.
Veja os gols:

O jazz de Raul de Souza e Wayne Shorter

A dica de qualidade para o final de semana de quem vai para a Região dos Lagos é o Rio das Ostras Jazz & Blues, um dos raros festivais do gênero que sobrevivem no país.
Destaque para os trios do guitarrista Stanley Jordan e do contrabaixista Ron Carter, dois craques do Jazz, reverenciados em todo o mundo.
Imperdível também é o trombonista Raul de Souza, o Raulzinho. O cara é um maluco da melhor espécie e chegou a inventar um trombone: o Souzabone.
Para esquentar, vale rever o encontro de Raul com o fantástico saxofonista Wayne Shorter.

Os números do Ibope no Rio

A eleição para governador do Rio de Janeiro terminaria no primeiro turno com vitória de Sérgio Cabral, segundo a mais recente pesquisa do Ibope. Cabral tem 43% das intenções de voto. Em segundo lugar está Anthony Garotinho, com 21%, e Fernando Gabeira aparece em terceiro, com 12% dos votos.
Quem acompanha eleições e joga futebol sabe que o jogo só termina quando o juiz apita, mas o caso do Rio é especial porque os três candidatos são nomes conhecidos do eleitorado.
E se Garotinho, enrolado em mais problemas com a justiça eleitoral, não conseguir limpar sua barra para ser candidato?

Ferreira Gullar, Camões e a Luta Corporal

Ganhar qualquer prêmio já é bom, mas o Prêmio Camões é o mais importante da literatura em língua portuguesa. E o maranhense José Ribamar Ferreira mereceu a conquista anunciada ontem, em Lisboa. Ele é o nosso poeta Ferreira Gullar, um intelectual de uma safra especial da cultura brasileira.

Tive a honra de conhecer Gullar no final dos anos 70, no final da ditadura militar que o obrigou a sair do país, exilado. Eu era rapaz, sonhava em ser compositor e viver de música. Quando chegou a notícia de que ele havia retornado ao Brasil, logo arrumei um jeito de conhecê-lo. Pedi que o jornalista Milton Coelho da Graça, amigo comum, fizesse a ponte e me apresentasse.



Em uma semana estava no apartamento de Gullar, em Ipanema, com meu violão debaixo do braço e as mãos tremendo. Eu tinha musicado três poemas de seu livro "A Luta Corporal". Ele me recebeu muito bem e logo trouxe uma cerveja gelada. Sem muita demora, disse que havia feito uma música para um dos "Sete Poemas Portugueses", o de número 7, e queria mostrar a canção. Ele disse: "Toca aí". E em seguida sentou-se na minha frente e fechou os olhos. Tremi mais ainda e cantei. Ao final ele abriu os olhos e pediu: "Você pode tocar de novo?"

A mesma cena se repetiu mais duas vezes e eu aflito, sem saber se ele gostava ou não. No final, Gullar disse as duas palavras que eu queria ouvir: "Muito bom". Ninguém imagina a minha felicidade.

Depois do sufoco o papo correu solto e ele ainda me pediu para tocar a canção novamente. Tomei coragem e acabei perguntando se ele não tinha poemas inéditos, que dessem música, e ele me emprestou uma pasta com vários. Sai de lá como quem levava um tesouro. E era.

Ainda fiz música para outros cinco poemas e ainda hoje escutei, orgulhoso, a gravação da primeira, que passei a chamar de Duplo Espelho, com a concordância dele, claro. Um poema marcante.

7

Neste leito de ausência em que me esqueço
desperta um longo rio solitário:
se ele cresce de mim, se dele cresço,
mal sabe o coração desnecessário.

O rio corre e vai sem ter começo
nem foz, e o curso, que é constante, é vário.
Vai nas águas levando, involuntário,
luas onde me acordo e me adormeço.

Sobre o leito de sal, sou luz e gesso:
duplo espelho - o precário no precário.
Flore um lado de mim? No outro, ao contrário,
de silêncio em silêncio me apodreço.

Entre o que é rosa e lodo necessário,
passa um rio sem foz e sem começo.


Gullar, abraços e parabéns!

João no Redação Alvinegra

O blog Redação Alvinegra acompanhou a exibição do nosso filme "João" na abertura do Cinefoot e vibrou com as fabulosas histórias de Saldanha. Veja as entrevistas em http://www.redacaoalvinegra.com.br/16298/2010/06/01/redacao-entrevista-diretores-do-filme-joao/ ou abaixo:




segunda-feira, 31 de maio de 2010

De João Saldanha para Dunga - VEJA.com

De João Saldanha para Dunga - VEJA.com

João Saldanha e Dunga: incomparáveis.

"Veja.com" publica matéria sobre o nosso filme "João Saldanha" e entrevista comigo para tentar comparar João e Dunga. Apesar de uma aparente semelhança, eles são incompráveis. João tinha sintonia fina com os sentimentos dos torcedores, era adorado pelas suas "feras" e não abria mão de craques:

http://veja.abril.com.br/noticia/esporte/joao-saldanha-dunga-565036.shtml

domingo, 30 de maio de 2010

Sucesso de "João Saldanha" no Cinefoot






As primeiras fotos da abertura do Cinefoot e da exibição do nosso filme "João Saldanha". Noite emocionante, cinema lotado, assisti sentado no chão, ao lado de jornalistas. Plateia com muitos universitários, Saldanhas e botafoguenses, claro. Aplausos e elogios. João merece. A garotada vibrou com as histórias da fera no Botafogo e na seleção brasileira. As fotos são de Manu Justo/Cinefoot.







sábado, 22 de maio de 2010

JOÃO SALDANHA NO CINEMA


Meus amigos, nova chance para ver nosso filme "João Saldanha". Dia 27 de maio, na abertura do Cinefoot, no Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo. E lembrar que na exibição do filme no festival É Tudo Verdade, muitos não conseguiram assistir porque chegaram em cima da hora, o cinema lotou rapidamente e a entrada era franca, como no dia 27. Então, a dica, é chegar cedo para garantir e rever o grande João. É uma super concentração para a Copa.

"João Saldanha", de André Iki Siqueira e Beto Macedo, dia 27/5, às 20h30, no Unibanco Arteplex RJ.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Vox Populi no Rio de Janeiro e em São Paulo

Curiosidades da pesquisa Vox Populi
No Rio: Se Cabral tem 41%, tem 3% a mais que Dilma, 38%. Serra caiu para 24%, Gabeira tem 19% e Marina, 12%. E os 18% de Garotinho, estão em Dilma ou Serra?

Em São Paulo, Geraldo Alckmin tem 51% e Serra 41%. Dilma obteve 28% e Mercadante, 19%. Marina só tem 9% na poluição paulista.

domingo, 16 de maio de 2010

Domingueira eleitoral

1. O eleitor mais forte do país é Lula - no rádio, na TV ou nas ruas. É indiscutível, com Irã ou sem Irã;

2. 2010 será a eleição da traição, em todos os níveis. Vai ser na linha do "farinha pouca, meu pirão primeiro";

3. Nunca na história do Rio de Janeiro se viu tanto dinheiro numa eleição de Senado como será visto no estado;

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O programa de Dilma

Tucanos, petistas e adesistas de última hora ficaram ligados na telinha. Expectativa grande no meio do Jornal Nacional. Era o programa do PT, para Lula apresentar Dilma, a sua seguidora, mesmo contrariando o TSE. E entrou no ar.
Muito bem produzido, dirigido e trabalhando questões estratégicas. Até deram um jeito de encaixar a frase de que alguns foram "obrigados" a se exilar, durante a ditadura, na tentativa de apagar a polêmica da "fuga". Mas o fundamental era passar o carinho de Lula com Dilma e jogar mais uma vez o comparativo com o governo de Fernando Henrique. Foi um programa eficiente. Agora, com todo o respeito com Dilma Rousseff, compará-la com Mandela, companheiro Lula, foi um pouco demais.
Há pesquisas no campo e certamente vão captar a percepção dos eleitores. Será que Dilma vai conseguir ultrapassar José Serra?
Para quem nãi viu o programa, segue o link:

">

domingo, 9 de maio de 2010

Escanfadristas

Futuros Amantes:
"Os escafandristas virão
Explorar sua casa
Seu quarto, suas coisas
Sua alma, desvãos",
Chico Buarque

">

Dia Branco

Geraldinho Azevedo é dos melhores compositores brasileiros. "Táxi Lunar", "Caravana", tantas outras e "Dia Branco"

">

sábado, 8 de maio de 2010

George Benson

"Give Me the Night" e "Moody's Mood". É show.

">


">

Edu Lobo e Chico Buarque

Uma das melhores parcerias da MPB é Edu Lobo e Chico Buarque. Quando eu ouço Valsa Brasileira fica pensando na bagagem, no caminho que os dois fizeram até o primeiro encontro para compor as músicas para o Grande Circo Místico. O resultado é uma obra perfeita. Não consigo encontrar nenhuma música da parceria que não seja de alta qualidade, de muita sensibilidade. Valsa Brasileira e os CDs da dupla estão sempre perto do meu player.

">

sexta-feira, 7 de maio de 2010

S'Wonderful

E se já não bastasse, Diana Krall canta "S'Wonderful", sob a batuta de Claus Ogerman.

A deusa Diana Krall

Como canta e como é linda a Diana Krall. E que músicos.


">

Para Vivir - Pablo MIlanes

Como parece fácil tocar e cantar vendo essas feras. A música, "Para Vivir", é do compositor cubano Silvio Rodrigues, introduzido no Brasil pelo Chico Buarque. O intérprete é Pablo Milanes.

">

Pérolas

Pérola 1:
"Certas mulheres não param de falar um minuto. Parecem que foram vacinadas com agulha de vitrola". Groucho Marx

Pérola 2:
"Deus está vivo - só não quer se envolver", anônimo.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Luiza

Zanzando pela internet acabei de desembarcando em "Luiza". Melhor socializar. É Tom Jobim e Edu Lobo. Linda.

">

Se...

A última da noite: "Se" - Djavan.

">

Lô Borges e Samuel Rosa

A mesma "Clube da Esquina II" com Lô Borges e Samuel Rosa. A música é mais uma parceria brilhante de Milton e Lo Borges. Sonhos.

">

Clube da Esquina

Os sonhos não envelhecem... Minas sempre dá exemplos e receitas. A receita da amizade é "Clube da Esquina II" e de novo Flávio Venturini.

">

Flávio Venturini

Outra genial música de Flávio Venturini, para o acordar: "Nascente". Entra em qualquer lista minha das melhores músicas brasileiras. Venturini é um compositor iluminado e um cantor de voz marcante, sensível. Vale ouvir sempre.

">

João Gilberto e Leila Pinheiro

Duas dicas musicais para esta madrugada e todos os dias. O mestre João Gilberto cantando e tocando a maravilhosa "Estate" e a fantástica Leila Pinheiro, em vídeo, interpretando "Besame", de outro super compositor: Flávio Venturini.



">

terça-feira, 27 de abril de 2010

Imperdível

Para os músicos e para quem gosta de boa música, aí vai uma dica. Vocês sabem que eu não sou gospel, sou um comunista esotérico, mas faço questão de indicar o vídeo abaixo porque é um show de interpretação, de coral, de banda, de arranjos. O cantor é o reverendo James Moore, lembra o nosso Tim Maia, acompanhado pelo Mississippi Mass Choir. É impressionante. Muito bom mesmo. Quando entra a segunda parte, lá pelos 2:40, é demais. Aumentem o som.

sábado, 24 de abril de 2010

Minha presidente Catarina



Incomparável



sábado, 3 de abril de 2010

Buza Ferraz, um democrata



O dia realmente não começou bem com a notícia da morte do ator Buza Ferraz, 59 anos. Lembro que estive com ele em 1989, durante o histórico comício de Lula no segundo turno das eleições presidenciais. Eu estava com os amigos Roberto Freire e Hélio Ferraz, o Super-Helinho, irmão de Buza. Ficamos no hotel Guanabara, vibrando com um grupo de companheiros. Lá estava também o diretor Luís Carlos Lacerda, o Bigode, amigo de Buza. Todos ao lado do comício, assistindo aos discursos e imaginando como seria o governo de Lula - era véspera do terrível e último debate e poucos não apostavam na vitória de Lula e derrota de Collor.
Conheci Buza na TV Globo, nos anos 70, quando eu começava a trabalhar e cobria novelas. Buza vivia o personagem Cauê, na memorável novela O Rebu, de Bráulio Pedroso. Mais tarde, estivemos juntos na campanha do Helinho e em outros momentos de debates e eventos. Buza era um democrata, um alegre democrata e sempre participou da luta pela democracia, sem barulho, sem estrelismos. Um homem de paz, na dele. De família de nacionalistas.
Lamento muito pela família e pelas artes cênicas.

terça-feira, 23 de março de 2010

CQC deu show em Barueri

Quem não viu, não perca. O quadro Proteste Já, do CQC, arrebentou ontem. Nunca vi nada igual. É uma sucessão de erros insanáveis de todos que falam pela Prefeitura de Barueri (SP). A situação vai piorando a cada declaração oficial e chega ao clímax com o prefeito Furlan. O pessoal do CQC deu show. Todas as assessorias de comunicação do país devem ver e estudar a pegadinha. Vai virar case em todo o país.
Aqui vai um trecho, mas os outros estão disponíveis no Youtube.


domingo, 21 de março de 2010

Corsário

Um dos encontros mais brilhantes e mais emocionantes da MPB. João Bosco e Djavan interpretam "Corsário". O trecho é parte de um show fantástico de Bosco recebendo convidados que sabem tudo de música: Guinga, Yamandu Costa e Hamilton de Hollanda.
É demais de bom.

sexta-feira, 5 de março de 2010

O genial Johnny Alf

Johnny Alf influenciou os principais compositores e músicos brasileiros do pós-Bossa Nova. Era genial, simples e sofisticado. Pena que tenha sido pouco homenageado em vida. Vale ver e ouvir Caetano interpretando "Eu e a brisa", a versão do síndico Tim Maia e o próprio Johnny.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

As fotos de João no Maraca

Dia 21 de dezembro foi um dia marcante. Um evento inesquecível para a família Saldanha, para mim e para Catarina, minha filha de 4 anos. Ela não conhecia Lula, nem sabia quem era. Eu expliquei e disse que ela iria conhecê-lo naquele dia. Expectativa e emoção. Lula foi muito carinhoso, chamou fotógrafo para fazer fotos com ela, beijou, fez carinhos - no meio da confusão de gente, segurança, cerimonial, convidados, imprensa, etc. Depois, Catarina e João - filho de Ique - entregaram a miniatura da estátua de João Saldanha para Lula, sob flashes e aplausos. Foi o máximo para ela. Lula só perdeu para Papai Noel. Foi bonita a festa e uma homenagem justíssima, abraçada desde o primeiro minuto do meu pedido pelo governador Sergio Cabral, pela secretária Márcia Lins e por Sávio Franco.
Mais alegria quando soube que depois do jogo dos amigos de Zico, os torcedores fizeram fila para tirar fotos do lado da estátua, imitando a continência invertida de João. Valeu. Aí estão algumas fotos da agência Estado.

Com Cabral, Lula, Pezão, Ique, Catarina e João





Com a família Saldanha


Com Sergio Cabral, a família Saldanha, Cat, Carolina, minha primeira filha, Ique e amigos.